Galeria e mídia - ArcelorMittal Tubarão

Notícias

23/06/2016 - Biodiversidade: estudar, preservar e proteger


Em junho, a ArcelorMittal Tubarão promoveu o seminário Sustentabilidade e Direito Coletivo com o objetivo de apresentar para representantes de órgãos públicos e instituições de ensino suas principais ações em relação à Biodiversidade. O evento foi, também, uma oportunidade para promover o diálogo aberto e a busca conjunta de soluções.

A especialista em Meio Ambiente Fernanda Passamani falou sobre os investimentos feitos desde a implantação do Cinturão Verde, que ocupa 7,5 km² e inclui seis lagoas, além da região marinha. “Temos uma grande variedade de espécies da flora e da fauna convivendo harmoniosamente com as atividades urbanas e industriais da planta. Nosso foco é preservar as condições de vida dessas espécies, contribuindo também para o estudo por meio de monitoramento contínuo”, destacou.

Já o gerente de Segurança Patrimonial, João Roberto da Tenda Vieira, descreveu em sua palestra o trabalho dos Bombeiros Industriais que atuam como Guardas Ambientais no resgate e proteção de animais. “Nossa equipe foi especialmente qualificada para o trabalho de manejo e contenção de animais silvestres, por meio de curso realizado no IBAMA-ES. Realizamos essa função com muito carinho e em conjunto com a população das comunidades do entorno”, ressaltou.

Parcerias de longo prazo
Também participaram do seminário, representantes de duas organizações não governamentais de destaque que atuam dentro da empresa, recebendo apoio financeiro e logístico para estudar e preservar duas importante espécies da fauna brasileira.

O Projeto Tamar apresentou as ações e os resultados da parceria de 15 anos, na captura e registro das tartarugas verdes que encontram abrigo e alimento no Efluente final da empresa. Já foram realizadas mais de 3,5 mil capturas na área. É um trabalho único no mundo, que tem permitido a elaboração de estudos científicos relevantes para a preservação da espécie.

Outra ação apresentada foi o Projeto Caiman, realizado há um ano por especialistas do Instituto Marcos Daniel, que tem como objetivo monitorar, estudar e preservar o jacaré-do-papo-amarelo. Em um ano, o projeto já capturou e analisou 60 animais. A estimativa é que existam mais de 200 jacarés-do-papo-amarelo na área.

Diálogo para superar desafios
O Seminário contou, ainda, com a participação do promotor de Justiça, Marcelo Lemos Vieira, dirigente do Centro de Apoio ao Meio Ambiente do Ministério Público do Espírito Santo. O promotor elogiou a disposição da ArcelorMittal Tubarão de dialogar e promover avanços. “Estamos hoje defendendo o direito de quem ainda não nasceu. Precisamos trabalhar juntos para garantir que vamos entregar às futuras gerações um planeta melhor do que o que recebemos”, afirmou.


Você sabia?

  • Conforto no banco do carro - ArcelorMittal Tubarão

    Conforto no banco do carro

    Sob as almofadas de um banco de carro confortável, está uma estrutura complexa de aço e há uma boa chance de que ela seja produzida pela ArcelorMittal.

    Nosso aço também é utilizado, por exemplo, na alça que ajusta o banco, na trava que o impede de deslizar e nos trilhos onde o assento está montado.