Quem somos - ArcelorMittal Tubarão

Marcos da nossa história

Desde 1983, a ArcelorMittal Tubarão vem escrevendo uma história de contribuição contínua ao desenvolvimento sustentável do Espírito Santo, do Brasil e do setor de aço mundial.

ANTES DA OPERAÇÃO

O plano de construir uma produtora de aço no Espírito Santo começou a se desenvolver no início da década de 1960. O objetivo era aproveitar as vantagens logísticas de Vitória fazendo a integração com o sistema ferroviário, que traz minério de ferro de Minas Gerais, e o acesso ao mar, para receber um insumo fundamental, o carvão mineral, e escoar a produção.

No dia 13 de março de 1974, nasce oficialmente a Companhia Siderúrgica de Tubarão (CST), como uma parceria entre o governo brasileiro e duas empresas internacionais, a japonesa Kawasaki e a italiana Finsider. A construção é iniciada com a terraplanagem em 27 de março de 1978 e, em 2 de maio de 1980, é dado o primeiro passo das obras civis, com a escavação para a implantação do Alto-Forno. Em 30 de novembro, é realizada a inauguração oficial.

LINHA DO TEMPO

1983 - Acendimento oficial do Alto-Forno

Cerimônia de acendimento oficial do Alto-Forno - ArcelorMittal Tubarão

No dia 30 de novembro, a cerimônia de acendimento oficial do Alto-Forno dá início à operação da usina. Resultado de um investimento da ordem de US$ 3 bilhões, a planta é uma das maiores e mais modernas das Américas, com capacidade para produzir 3 milhões de toneladas de placas de aço por ano.

1986 - Cinturão Verde

Começa a implantação do Cinturão Verde no entorno da empresa. Hoje, são 7 milhões de m2 de cobertura vegetal com densidade e altura suficientes para reduzir a velocidade do vento e minimizar as emissões atmosféricas, funcionando como um sistema de controle ambiental.

1989 - Gigante em placas

Empresa finaliza o ano como a terceira maior exportadora brasileira - ArcelorMittal Tubarão

A empresa finaliza o ano como a terceira maior exportadora brasileira, apesar da crise mundial no segmento de placas de aço.

1992 - Privatização

16 de julho: Privatização da empresa - ArcelorMittal Tubarão

No dia 16 de julho, as ações da Companhia Siderúrgica de Tubarão são comercializadas em um leilão realizado na Bolsa de Valores do Rio de Janeiro, consolidando a privatização da empresa.

1996 - Qualidade Certificada

A empresa conquista a primeira Certificação de Qualidade de acordo com os requisitos da norma ISO 9001.

1998 - Ampliação e modernização

Entrada em operação do Alto-Forno 2 - ArcelorMittal Tubarão

Com a entrada em operação do Alto-Forno 2 e da segunda máquina de lingotamento contínuo, a capacidade de produção da empresa é elevada para 4,5 milhões de toneladas/ano.

1999 - Autossuficiência em energia

Com a entrada em operação da terceira termelétrica, a empresa, que sempre produziu a maior parte da energia consumida internamente, torna-se autossuficiente e passa a negociar excedentes de energia no mercado.

2001 - Gestão Ambiental certificada

O Sistema de Gestão Ambiental da ArcelorMittal Tubarão conquista, pela primeira vez, a certificação de acordo com a norma internacional ISO 14.001.

2002 - Inaugurado o LTQ

É inaugurado o Laminador de Tiras a Quente - ArcelorMittal Tubarão

Em novembro, é inaugurado o Laminador de Tiras a Quente, planta que permite à empresa ampliar seu mix de produtos e passar a atuar no mercado brasileiro em um segmento de maior valor agregado.

2006 - Grupo mundial

A empresa passa a fazer parte do Grupo ArcelorMittal, maior produtor de aço do mundo, e ganha a denominação atual: ArcelorMittal Tubarão.

2010 - Zero Tabaco

A empresa torna-se a primeira produtora de aço Zero Tabaco do Brasil.

2013 - 30 anos de operação

A ArcelorMittal Tubarão completa trinta anos de operação com uma estratégia direcionada a ganhar produtividade; manter os indicadores de qualidade; alcançar o Zero Acidente; aprimorar a gestão ambiental; e participar cada vez mais do desenvolvimento sustentável do Espírito Santo, do Brasil e do setor de produção de aço mundial.

2015 - Centro de Pesquisa e Desenvolvimento

A empresa é escolhida como sede do 12º Centro de Pesquisa e Desenvolvimento do Grupo ArcelorMittal. A estrutura tem como objetivo alavancar a produção científica voltada para a inovação, estimulando o envolvimento das instituições acadêmicas e outras organizações capixabas na busca por soluções sustentáveis.

2016 - Inovação e recordes

Em um ano de grandes desafios, a ArcelorMittal Tubarão implanta projetos inovadores e colhe resultados recordes em produção, redução de custos, produtividade, indicadores sociais e ambientais. Os três Altos-Fornos atingem, pela primeira vez, a marca de 7,459 milhões de toneladas de gusa/ano; a Aciaria produz 7,034 milhões de toneladas de placas e o LTQ chega a quase 4 milhões de toneladas de bobinas no ano.

Você sabia?

  • Liderança mundial - ArcelorMittal Tubarão

    Liderança mundial

    Presente em cerca de 60 países e contando com mais de 250 mil empregados, o Grupo ArcelorMittal é líder mundial na produção de aços planos e longos.

    Com uma gestão embasada em três pilares sustentabilidade, qualidade e liderança, o Grupo investe continuamente em novas tecnologias voltadas a aprimorar o processo produtivo e manter as unidades na vanguarda do setor de aço mundial.

  • Gente de todo lugar - ArcelorMittal Tubarão

    Gente de todo lugar

    Para construir e começar a operar a usina, Tubarão recebeu profissionais de outros estados e até de outros países, como Japão e Itália. Determinados a contribuir para a excelência da nova planta de aço, eles também construíram uma cultura organizacional singular voltada à qualidade com estabilidade, à disciplina com alegria e à responsabilidade com criatividade.

  • Localização adequada - ArcelorMittal Tubarão

    Localização adequada

    Além das vantagens logísticas, a localização da ArcelorMittal Tubarão permitiu que seu projeto incorporasse um moderno e eficiente sistema de utilização da água do mar para resfriamento dos equipamentos.

    A água do mar, depois de ser utilizada sem entrar em contato direto com os equipamentos, retorna ao mar com as mesmas características.

  • Usina integrada - ArcelorMittal Tubarão

    Usina integrada

    A ArcelorMittal Tubarão é uma usina de produção de aço integrada. Isso significa que a unidade realiza todas as etapas do processo: produção de coque, sínter e gusa, fabricação do aço líquido, lingotamento em placas e laminação.

    A usina também produz toda a energia que consome, por meio de termelétricas que utilizam os vapores e gases gerados no próprio processo produtivo.